Monday, December 15, 2008

A HISTÓRIA DO SAPATO...VOADOR!


Bem, eu já sabia que os sapatos se costumam usar nos pés(nos dois de preferência), mas o que eu fiquei a saber ontem Domingo, foi que são uma boa arma de arremesso e que voam com um rigor de míssil!

Se o meu "homónimo" George não fizesse a sua ginástica matinal, não teria aquele jogo de cintura, que aqui cabe realçar! Foi uma fracção de segundo, mas suficiente para escapar a este atentado pleno de ira e chulé, do jornalista iraquiano!

Vou começar a olhar para os pés dos meus inimigos, não vão eles ter os cordões desapertados! Olha lá!

3 comments:

Clara said...

O Bush mereceu o arremesso de chulé e ira. Felizmente já falta pouco para o homem deixar a Casa Branca.
Bom, passei para desejar-te um santo e mágico Natal e um novo ano repleto de properidade e conquistas!
Beijocas xxx

Menina do Rio said...

Demais!!


A força do pensamento

A minha sugestão para estes tempos é:
Vamos doar-nos mais e diminuir o individualismo!
Que tal, um pouco mais de atenção aos filhos, aos
companheiros(as), aos almoços de domingo, menos
eu e mais "nós"?
Prega-se tanto amor, mas cada um só vê o seu
desamor; todos correndo numa busca louca de ter,
que acabamos por esquecer-nos de "ser".
Já viram um Maracanã lotado em dia de clássico?
Existe no futebol o chamado "inconsciente coletivo"
Esse "inconsciente" é capaz de virar um jogo!
Então imaginem 10 mil Maracanãs cheios! E o inconsciente
coletivo dessa torcida toda; uns pelos outros!
Não só em tempos natalinos, mas em todos os dias
de nossas vidas! Se é verdade que a FÉ move montanhas,
então imaginem do que somos capazes se direcionarmos
nosso "inconsciente coletivo" uns aos outros; se
"crermos" e agirmos conforme essa crença.
Podemos fazer a diferença...

Esses são os meus votos de Natal!
Beijinhos
(Verô)


"Nenhum homem é uma ilha, isolado em si mesmo;
todos são parte do continente." (John Donne)

jotabloguer said...

Menina do Rio: Faço meus os teus votos de Natal e que lindos eles s-ao! Mas um pouco dificeis de se realizarem... mas não há nada como tentar
Tudo de bom para Ti agora e sempre!
Beojinhos
jorge