Monday, December 30, 2013

ANO VELHO VIDA NOVA…

Não é que me faça muita mossa, mas a passagem de um ano para o outro, pelo menos comete-nos a reflexões do que foi ou podia ter sido o ano de calendário, neste caso 2013. O que eu posso dizer é que 2013, deixou um sabor de que poderia ter feito melhor, como Cidadão, e também que coisas melhores e mais gratificantes me poderiam ter acontecido! É neste balanço contínuo que eu me sustento e já pelos saberes adquiridos, que eu mais gosto. Não concebo uma satisfação plena, porque o Ser Humano, nunca deverá dar-se por totalmente feliz, enquanto olhar á sua volta e continuara a ver o Crime, A Violência, a Má Política, a Injustiça, a falta de Solidariedade entre as Nações em todos os locais por este planeta Terra. Reportando-me a Portugal, para 2014, peço apenas que os nossos governantes políticos, consigam melhorar a situação social e da gestão dos nossos recursos, financeiros e humanos. Para que os índices de felicidade e bem-estar aumentem, para que as nossa gerações mais novas não tenham de encarar da forma como se passou em 2013, o ímpeto de emigrar, pelo simples facto de que perderam a esperança no solo Pátrio. E exijo á Comunidade Europeia, mais atenção a todos os Países que dela fazem parte, que sejam ainda mais solidários e não vejam apenas o fator económico como o único rumo e objetivo. Têm de pensar ainda mais nas Pessoas que a compõem. Poderá parecer utópico tudo aquilo que aqui escrevo e desejo, mas é o que me faz sorrir todos os dias á Vida e acreditar que vale a pena Viver! E conservar todos os nossos Amigos e Familiares num bom clima de compreensão pelas diferentes visões dos assuntos, não permitindo que essas diferenças sejam motivo de rotura! Não é pedir muito! Para todos Nós, um bom Ano de 2014!

Thursday, November 07, 2013

SHE- UMA CANÇÃO DE AMOR E ROMANTISMO...

Para mim tem um significado muito especial...

Saturday, November 02, 2013

ALWAYS IN MY MIND...FOREVER!

CANÇÃO EMBLEMÁTICA DE WILIIE NELSON, PARA OUVIR SEMPRE!

CRÓNICAS “HALOWENNIANAS”…


Primeira: Deputados da nossa AR, falidos e pedindo ajuda;
Não me surpreende este sinal, sinceramente. O que me surpreende é a incapacidade manifestada de autorregulação caseira e financeira por estes cavalheiros da nossa politica portuguesa, que com um “magro”, salario de 2300 euros/mês, alforrias, (leia-se subsídios para isto e para aquilo)., tentam sobre (viver). Alguns como noticia o CM, com seis ou mais empréstimos bancários. Pergunto eu: São estes cavalheiros da política caseira nacional que nos governam? São estes mesmos que engendram as nossas leis no Parlamento democrático? Começo a ter fundados receios do meu (nosso) futuro.


Segunda: Rendeiro, (o ex-banqueiro), vive com 600 euros/mês; Esta novidade de Rendeiro conseguir sustentar-se com 600 euros/mês é uma boa notícia. Está a conseguir passar o modelo remuneratório ideal para qualquer “tuga”. Isto é bom…assim vamos recuperar a nossa soberania financeira em pouco tempo.


Terceira: CR7 e a sua campanha de publicidade a uma marca de roupa interior para Homens; Nesta altura do campeonato eu tenho uma sugestão a fazer, ou seja, porque não convidarem Joseph Blatter? Era capaz de ter mais sucesso comercial! E o CR7 iria gostar, sendo assim ressarcido das idiotices e patéticas palavras, do Boss da FIFA…



Quarta: Aluno de 6 anos de idade, leva pistola carregada para uma Escola Primaria em Mangualde e semeia o terror entre alunos e professores: Analisando com mais detalhe esta noticia e surreal história, fico a saber que o hiperativo menino, é useiro e vezeiro neste seu comportamento. Tomo conhecimento do r testemunho da mãe deste fenómeno, e esta mostra-se muito revoltada com os colegas e professores do seu rebento, que serão os culpados de ele ter este comportamento superdinâmico! É a mania da perseguição ao miúdo, porque descontando algumas canelas, cotoveladas e palavra “inspiradoras, por parte dos professores e alunos, o rapaz está no bom caminho, medicado e “sedado”, nas suas palavras maternais, adequadamente! Por todas estas razões, deixem lá o miúdo em paz, senão ele no futuro ainda acabará mal! Cambada de invejosos. Isto é que é “bulliyng” ao contrário. É para alunos como estes que Nuno Crato, pretende dar os cheques ensino! Será?

Tuesday, October 15, 2013

AMOR DEVE SER PARTILHADO IGUALMENTE...

O AMOR SEMPRE COMO TEMA PREFERENCIAL...

A CANTAR NOS ENTENDEMOS...

NOVA YORK E OS SEUS SORTILÉGIOS...

FALANDO, (MAIS UMA VEZ), DE EDUCAÇÃO.

Para mim a vertente Educação é um dos pilares da Democracia, que tenho por fundamental. Não me canso de ler, ouvir, trocar ideias com tudo e todos sobre esta temática! Porque convencidíssimo que a alma desta nação portuguesa, sem esta valência, ficará sempre atrasada, na corrida do presente e futuro mais próspero. Mais inteligente, mais igualitário no conceito das nações desenvolvidas e regidas por ditames democráticos, só com uma Educação bem sustentada!

Depois destes considerandos iniciais a as minhas palavras centram-se hoje em das vertentes: O ambiente na Escola e o Ensino Recorrente noturno. 1-As Escolas no nosso tempo de hoje têm de possuir “ferramentas” ao nível da s suas estruturas internas que assegurem um bom desempenho a todos os atores, ou seja, professores, alunos e funcionários administrativos e auxiliares, as próprias instalações dos edifícios, preparadas e renovadas em constância, em especial nas novas técnicas áudio visuais de que o Ensino faz já por essencial e normal ter. Se estas condições se verificarem o controlo comportamental dos Alunos, será mais equilibrado e obterá melhores resultados, disso não tenho dúvidas. Evitará ainda situações constrangedoras e de falta de segurança e disciplina entre toda a tribo dos alunos.

2-O Ensino Noturno (designado agora de Recorrente), foi em tempos idos a joia da coroa do Ministério da Educação, mesmo ainda no tempo do Estado Novo! Permitia a todos aqueles (as) que trabalhando de dia, podiam com um esforço suplementar cumprir os seus projetos e sonhos de terem em termos educativos, o nível que ansiavam, fosse no Secundário ou depois no Ensino Superior. Mas toda esta aquisição de conhecimentos feita com Verdade e Igualdade em termos curriculares e Disciplinas iguais às do ensino Diurno! Com práticas curriculares que culminavam nos Exames Nacionais junto com os “putos” de dia, para a conclusão e ou continuação de outros níveis de Ensino. Neste ano da graça de 2013, de que é que está á espera o snr ministro Nunos Crato para restabelecer estas vertentes educativas nas nossas escolas? Já nem lembro as outras variáveis noturnas, (EFA´s e CNO´s)! Pense nisto snr ministro Nuno Crato! Se colocar em prática esta minhas revindicações, verá que os frutos serão muitos e bons, categóricos, sem aquela suspeição que muito boa gente gosta de mal dizer sobre este tipo de ensino Pós-Laboral. Porque a sua autenticidade está assim assegurada. Cada coisa a seu tempo, mas não esqueça este meu lembrete!

Friday, October 11, 2013

OTIS REEDING É OUTRO ARTISTA DA SOUL MUSIC AMERICANA QUE EM POUCO TEMPO REVOLUCIONOU O ESPECTACULO TANTO AO VIVO COMO NA EDIÇÃO MUSICAL PARA TODO O MUNDO... Otis Reeding para vós...

MY WAY...

ESta canção de Frank Sinatra, juntamente com Ney York, New York, são o topo de uma carreira fabulosa. Como se diz na gíria, imorredoiras estas interpretações que nos fazem sentir bem com o arte de bem cantar...

Tuesday, September 10, 2013

Combinação da música e a espiritualidade.

CANTORIAS DE VERÃO.

MUSICAS DE VERÃO...

Tuesday, August 13, 2013

OS DINOSSAUROS DA POLITICA AUTARQUICA PORTUGUESA, ANO 2013


Eles andam aí, sim os dinossauros, mas da nossa (triste) política autárquica. Elaborada uma Lei que tinha como objetivo a limitação a três mandatos consecutivos e depois teriam de se fazer á vida nas suas profissões seculares, (além de “boys” dos Partidos da nossa ilustre Democracia), eles os dinossauros, (raça potencialmente perigosa), foram descobrir no “espírito” da Lei, que afinal de contas podiam transferir-se, tal e qual as nossa vedetas do futebol, para outro clube, perdão, para outras autarquias, mesmo que fosse ali mesmo ao lado da qual saem…

Leiam um extrato da Lei;

 (…) Em concreto, está em cima da mesa a questão de saber se (i.) a limitação aí preceituada se aplica à função em si (independentemente de qualquer consideração de índole territorial) ou (ii.) se, ao invés, essa mesma limitação se aplica unicamente a uma determinada área geográfica, onde o autarca visado exerceu funções., (…)

Estão a ver?

Os dinossauros acabaram por descobrir essa possibilidade milagrosa de se perpetuarem no poder autárquico, até ficarem senis. Ou por má sorte, (deles) morrerem de qualquer mal ruim!

Não reconhecem a sensatez de se retirarem e dar a oportunidade a outros de mostrarem as suas capacidades, como se eles fossem insubstituíveis! Como diz o sábio Povo, “De insubstituíveis estão os cemitérios cheios!”

Não conseguem vislumbrar a vergonha que é nomear elementos que estão na cadeia por roubarem o Estado e inscrevê-los nas suas listas para novos mandatos! Esta classe de políticos estão a desbaratar todo o crédito que granjearam nestes quarenta anos de Democracia de Abril

Não dão espaço às novas gerações, quase que a dizerem que estes não são inteligentes nem sabem gerir o que quer que seja!


Metem-me pena estas personalidades que teimosamente, tal e qual meninos mimados, se recusam a ser sensatos, a verem o óbvio e substanciarem com a Ética a sua passagem pela política!

Tenham juízo senhores…dinossauros!

Thursday, August 08, 2013

ENSINO PÚBLICO E ENSINO PRIVADO.


Já em tempos aflorei esta questão tão importante do que deve ser o Ensino na Escola Pública e por oposição o Ensino nas Escolas e Universidades Privadas.

De um lado defensor acérrimo do acesso livre e tendencialmente gratuito de todos os que procurem a aquisição de novas competências, mesmo em idade adulta, (refiro-me a todos aqueles que por esta ou aquela razão, não puderam concretizar a Escolaridade básica, do 9º e 12ºs Anos), não entendo o retirar cada vez mais visível, do papel das Escolas Públicas e repticiamente a procurar favorecer os Estabelecimentos Privados de Ensino. Seja em acordos e parcerias, alegando a falta de resposta nesses locais do M.E., seja de uma forma assumida e sustentada em melhores resultados de Aprendizagem, Nuno Crato parece estar a ceder a esses interesses que visam apenas o vender de serviços para obtenção de lucros financeiros!

As Escolas Privadas existem para isso, não contesto, o que reprovo é o favorecimento que pretendem em igualdade de circunstâncias com o Ensino Público! Eu sempre vi o sector Privado e o sector Público como diferentes e opostos, competindo nos Mercados das suas especialidades, mas sem ajudas financeiras meio escondidas e camufladas em protocolos, parcerias, sempre na mira do dinheiro Público.

As Escolas e Universidades Privadas querem concorrer no Sistema de Ensino, muito bem, sustentem-se a si próprias recebendo daqueles que podem pagar os seus serviços! Mais nada.

E deixar á Escola Pública a possibilidade de todos aqueles, (e é a grande maioria) que sem posses financeiras, querem os seus filhos formados com uma Instrução satisfatória, para poderem enfrentar os desafios das suas vidas e mercados de Trabalho.

A mesma visão para os verdadeiros atores do Ensino, disciplinando a sua atuação, ou seja, os Professores devem ser acarinhados e apoiados, em especial na faceta da exclusividade no local de Ensino. Não permitir que professores atuem em simultâneo nas Escolas Públicas e Privadas. O que a prática dessa filosofia nos diz, é que o seu desempenho é diferenciado nos seus graus de exigências e obrigações, criando situações injustas de aprendizagem para os alunos do setor Público. Depois mostram ufanos os rankings passando um atestado de incompetência aos atores do Ensino Público! Como se fosse o mesmo que competir em F1 com um carro tipo Fiat 600, ao lado de um Maserati de alta cilindrada! Ora bolas…

Eu que nem simpatizo por aí além com Mário Nogueira, nestas questões começo a pensar que ele tem razão…o que é mau indicador!

Sr. Nuno Crato, vamos lá a mostrar serviço e acabar com estas indefinições e trazer paz e competência ao seu Ministério e ao ensino Público em especial!

Wednesday, July 24, 2013

FALANDO DE POLÍTICA…


Não o costumo fazer muitas vezes análises políticas duras e puras, deixando normalmente ao inúmero rol de politólogos da nossa praça que tudo sabem, tudo adivinham, mas sempre depois de tudo acontecer, sempre Depois Nunca antes.

Mas como disse, hoje vou fazer uma exceção, comigo próprio e refletir sobre esta nova remodelação governamental incidindo-a sobre três personagens, uma delas a que se foi e as outras duas que agora chegam;

ALVARO SANTOS PEREIRA. – Foi convidado a ir até ao Canadá dar de novo aulas, recomeçando o seu cargo de professor. Tido como independente, pelos vistos nunca alinhou na lógica partidária e talvez por esta forte razão teve de abandonar o seu posto. Interessante momento da sua carreira curta de ministro, foi aquela incontrolável crise de gargalhadas em público e que muito incomodou os seus pares…

ANTÓINIO PIRES DE LIMA- O seu sucesso como Empresário, e Politico de relevo no CDS, leva-o a o ministério de Álvaro, ou seja, Economia, tem o perfil de que eu gosto num governante. Ele sabe que não pode mentir! Portanto só depende dele e da sua coragem em dizer e fazer!

 
 
 
RUI MACHETE – Este terceiro elemento designado para o Ministério dos Negócios Estrangeiros. É uma escolha desafiadora, perigosa e que vai dar muitas dores de cabeça a Passos Coelho É incrível aquela omissão no seu currículo da passagem pela SLN/BPN, no período mais conturbado deste triste caso da crise económica e suas causas. E porque será? Quem se deve estar a rir com esta nomeação é o seu amigo Dias Loureiro…

Por esta maior razão prepare-se Passos Coelho para um constante relembrar destas particularidades desta última figura e com razão direi eu!

Mas o que me preocupa verdadeiramente, como Cidadão, é que normalmente os resultados destas ações, sobram sempre para nós e todo o desacerto que posam vir destas escolhas…politicas!

A ver vamos!

Monday, June 24, 2013

E O PÁSSARO SNOWDEN, VOOU RUMO Á LIBERDADE…


Com os EUA a acusarem formalmente Edward Snowden de conspiração á Pátria, pelas informações ditas “classificadas” da Agência NSA, ao grande público, ficando assim todos nós a saber, (como se fosse alguma novidade), todo um trabalho de controlo e espionagem de milhões de Cidadãos, americanos e outros, das suas comunicações e mesmo das Redes Sociais
 mais conhecidas feitas pelas secretas americanas.

Snowden sabendo-se em perigo voou saído de Hong Kong, rumo a Moscovo e sabendo já a posteriori que irá solicitar asilo politico ao Equador, (tal como Assange da Wikileaks), e assim pôr-se a salvo da secreta americana, que o quer colocar em bom recato, (diga-se, prisão) aí por uns 30 anitos.

Moral da história: Todos nós sabemos que este jogo e redes de espionagem a nível global, existe de facto, só não nos apercebemos da sua dimensão e até dos níveis de privacidade que deveriam prevalecer. Eu até sou a favor de um certo controlo de pessoas que manifestamente se revela cidadãos de comportamentos duvidosos, para não dizer perigosos, em especial por aquilo que fazem e ou dizem.

Mas poderia também haver algum critério nesses meios de monitorização, e se calhar isso não está a acontecer! Este pressuposto serve para os Americanos, Ingleses, Russos, Chineses, etc., etc.!

O que o cidadão comum deve interiorizar é que não deve cometer alguns pecados, mesmo que os considere privados, e ter o senso comum de não alinhar em filmes, para assim poder sair á rua, sem ter logo ali alguém á sua espera com modos nada amigáveis…

Monday, June 10, 2013

DIA DE PORTUGAL JUNHO 2013


Este dia simbólico que nós Portugueses (todos), tem “nuance” muito particulares que nos evidenciam o que têm sido os nossos dias. Um exemplo prático e vivo: Estou no café habitual nesta manhã e nas mesas contíguas, mais ou menos as mesmas pessoas que tal como eu, habitualmente frequentam este espaço. Com a atenção desperta enquanto leio as novas no meu jornal, consigo escutar na mesa ao lado três cavalheirosa discutirem entre si os segredos dos bastidores do futebol, sportinguistas que vão, zurzindo como é óbvio no reinado azul, não escondendo as suas mágoas por tempo tão minguados de vitórias no reino leoninos.

A dona do café anda a fazer um peditório mesa a mesa, para uma instituição social qualquer, como sempre digo-lhe que não contribuo e ela me diz “amigos como sempre", sem dúvida, eu só contribuo voluntariamente para “cenas” em que acredito.

Na TV vai passando o discurso em direto do presidente Cavaco, (pensei noutro nome que lhe deram) com ar não folião mas sério, cansado, como quem está a fazer um frete, dissertando apenas com algum denodo na sua área preferida da Economia, no que o País tem feito e no que tem de fazer, não se vê o brilho nos olhos que os portugueses tanto gostariam de ver de se inspirarem.

Um dia a sério, porque não vale a pena lamentos, pedimos apenas que nos seja permitida viver em Liberdade se possível sem os opressores por perto ou pelo menos sem os conseguirmos descortinar, quanto mais não seja, neste dia simbólico!

Costuma dizer-se que a Liberdade e a Democracia têm um preço. E os portugueses estão cada vez mais sensíveis a esta premissa! Olá se estamos!

Viva Portugal!

Friday, June 07, 2013

OS ADVOGADOS DO DIABO…


Nos casos mais mediáticos fica patente para o grande público, o modo e o estilo dos advogados que defendem as suas causas, (leia-se clientes), proferindo frases que muitas vezes chocam quem as ouve. Ou seja, aparentemente baseadas na arrogância ou afirmação da verdade original, intocável, feita á medida do acusado. Um exemplo:

Causa: Processo Duarte Lima e os terrenos de Oeiras. Num negócio muito mal explicado a Saliência do ex-Deputado do PSD, para justificar a cumplicidade de seu filho, como se ele fosse um débil mental e não se tivesse apercebido da aparente confusão deste negócio que teria contornos pouco éticos Quase que me atrevo a dizer que estas tristes situações quando surgem na opinião pública têm dois níveis:

Primeiro: Se as personagens tiverem algum relevo público ou político são vistos de uma maneira.

Segundo: Se forem vulgares Cidadãos arriscam-se a um julgamento sumário sem o apoio dos advogados mediáticos que no primeiro caso citado, têm!

E eu bem sei que os advogados vivem e obtêm os seus proveitos deste tipo de trabalho. Mas para estas personalidades que são chamadas a opinar sobre tudo e todos, deveriam ter um pouco mais de recato.

Não podemos ter a perceção de que há uma justiça para ricos e outra para pobres. E esta classe da Advocacia tem um papel fundamental e importante, desde que se não deixem influenciar pelos holofotes do mediatismo…

Thursday, May 30, 2013

O PHOTOSHOP DOS CANDIDATOS...


Agora mais do que nunca a preocupação com a imagem é mais sensível e desperta para cada um de nós, vulgar Cidadão, para que a nossa imagem exterior passe melhor para os outros que nos veem, ou não veem há muito tempo.

Por isso não me admira que os cartazes de propaganda eleitoral nos mostrem os candidatos (as) com os seus melhores sorrisos "pepsodentes", para cativar o voto dos eleitores mais indecisos!

Reconhecendo essa tentação dos políticos, ou candidatos á vida politica, digo-lhes que não gosto deste preparo excessivo na "boniteza" do seu aspeto exterior. Porque o que me interessa fundamentalmente é que depois de eleitos sejam capazes de cumprir com as suas promessas eleitorais e sejam ainda melhores do candidato anterior...

Este exemplo que visualizei no jornal "Público", não me agrada, até porque a personalidade em causa tem toda a minha simpatia, pela sua atividade sócio profissional como representante da Federação do Comércio da cidade do Porto, das suas opiniões desassombradas noutras matérias complementares do tecido empresarial e ainda como indefetível adepto da cidade do Porto e do Futebol Clube do Porto!

O mesmo serve para o candidato á Câmara de Matosinhos, autarquia onde vivo, Parada de seu nome! Será que pensam que os eleitores irão votar neles por ficarem bonitos na fotografia? Porque não informarem com critério as suas ideias e projetos?

Estes Outdoors, não digo que seriam escusados, para informarem a população em geral, mostrando os candidatos das próximas eleições autárquicas, mas exageram na sua apresentação em termos de fotogenia, quase que a dizerem que os candidatos menos favorecidos pela estética, irão fatalmente perder…

Ficam já a saber que o meu voto não será influenciado por este fator, bem pelo contrário!

Sunday, May 26, 2013

A SOLIDÃO DOS MAIS DE IDADE NO NOSSO PAÍS. PORTUGAL DO SÉCULO XXI


No Jornal I foi publicada uma Reportagem sobre o tema em destaque, relatando as condições de vida de muita gente acima dos 65 anos…

Numa palavra eu definiria o conteúdo do tema em destaque, como PORTENTOSA!

E porquê? No meu modesto ponto de vista os exemplos mostrados e relatados com pormenores essenciais mas suficientes, para que qualquer Cidadão deste País sinta um pouco de vergonha e angústia, mostrando com frontalidade e crueza, as situações por que passam muitos dos nossos idosos no seu dia-a-dia, neste ponto social, desamparados, segregados do conforto básico, dos afetos a que deveriam ter direito, quanto mais não seja pelos familiares diretos, por instituições vocacionadas para esta ação e que existem no nosso País, mas que apenas parecem destinadas àqueles que possuem alguma sustentação financeira.
PORTENTOSA, a reportagem porque numa linguagem simples nos faz emocionar! Até quando teremos situações deste cariz, no Portugal do Séc.º XXI? Uma das fotos publicadas mostram-nos tudo! Para refletirmos sobre esta temática…

Thursday, May 23, 2013

AS TRÊS FACES DE UMA MOEDA…INTERNACIONAL!


 
1ª Face: Portugal, ano 2013, o Governo tem por 1º Ministro Pedro Passos Coelho. Melhor ou pior, tem desempenhado o seu papel Institucional, nestes tempos de Crise Económica e Social. Críticas á esquerda, menos á direita, lá vai ele trabalhando (presumo ainda), para que possamos sair destas ansiedades e melhores dias venham, que nós portugueses bem precisamos! Agora o que não havia necessidade era o próprio Pai de Pedro Passos Coelho, tenha vindo “revelar” á boca cheia, a dizer que o seu filho, estava farto de governar e que queria urgentemente abandonar o barco… da governação! Com Pais destes os filhos não precisam de inimigos! Fico perplexo com este comportamento paternal e tenho a certeza de que o seu filho não lhe perdoará facilmente esta inconfidência, mesmo que seja verdadeira! Há coisas que devem permanecer na esfera privada! E nós sabemos como é o poder dos Média…

 
2ª Face: Nos Estados Unidos da América, todos nós sabemos que há territórios que são propensos á eclosão de graves fenómenos atmosféricos, vulgo Tornados, Furacões entre outros… Também sabemos que o tipo de construção que por esses locais existem, muitos deles são de estruturas em madeira e pré-fabricados, assim,mais fragilizados para enfrentarem estes problemas. E por isso, nessas casas existem sempre umas caves que servem para abrigos ocasionais para quando essas tempestades aparecem! O que me choca é que em escolas isso não aconteça, temos o exemplo desta última ocorrência que por infeliz coincidência, houve perdas de vidas humanas de jovens, na escola da localidade mais atingida! Lamentável!

3ª Face: Como pode um meio audiovisual, transmitir em direto o testemunho de um assassino, em pleno dia numa rua de Londres, tentando explicar as razões porque se comete um assassino com contornos bárbaros que esse criminoso e mais um outro, tinha acabado de cometer! Em nome de ideologias e razões incompreensíveis e injustificáveis? Com a arma do crime na mão, escorrendo sangue da vítima ali caída na rua?
A liberdade de informar não deveria permitir este espetáculo obsceno, chocante e irracional. E logo numa cidade que se orgulha de ser uma porta aberta á diferença de opiniões e convicções? Serão mesmo razões de ordem terrorista? Tenho dúvidas. De que não tenho dúvidas é que este triste cenário não deveria acontecer como se de um filme de terror se tratasse! Cameron tem muito a aprender e fazer!

Thursday, May 09, 2013

THE BLUE JEANS ON...OH YEAH!

NUm ritmo bem sincopado! Façam o favor de ouvir! Jorge madureira

Saturday, April 27, 2013

OS NOSSOS AFECTOS…


 
Indissociáveis, são os afetos de todas as nossas relações humanas com outros e connosco próprios. Faço esta reflexão porque hoje de modo quase casual a minha mulher me disse que um nosso Amigo comum, tinha falecido após uma prolongada doença daquelas rotuladas como impossíveis de debater e vencer.

Nas nossas rotinas diárias quanto mais se prolongam no tempo, mais se esbatem para nós essas inevitabilidades e quando a notícia chega abrupta, sentimo-nos mal, emocionados, despertos de novo para uma realidade que já há muito sabemos, mas que quase instintivamente relevamos…

Mas que em contraponto nos motiva a realinhar possíveis desvios nas nossas vidas e valorar ainda mais os nossos relacionamentos, dos nossos Amigos e Família, para que pelo menos usufruamos dessas cumplicidades afetivas, que só nos podem fazer bem, ainda que nos obriguem a enfrentar e resolver os problemas e diferenças de pensamentos e ação e nos defendam melhor do impacto que as más novas em nós exercem! Não sentirmos nestes momentos, que poderíamos ter feito muito mais e evitarmos sensações ou sentimentos de culpa.

Por todas estas razões, usemos estas nossas redes e laços afetivos com a maior intensidade possível, porque é o nosso melhor  e maior desafio, dia a pós dia…

Eliminarmos o trivial ou acessório e favorecermos o fundamental! Pensem nisto!

Wednesday, April 24, 2013

25 DE ABRIL...1974


Hoje ao acompanhar a minha neta da Escola na hora de almoço, ele lembra-me que amanhã dia 25 de Abril era feriado e por isso não havia aulas. De imediato quade sem pensar, perguntei-lhe o que siginificava para ela o dia 25 de Abril, ela respondeu-me desta forma singela e sintética: "É o Dia da Liberdade"!
Então eu aproveitei, enquanto caminhávamos, para aicionar alguns detalhes mais, que lhe servirão para que entenda com mais facilidade o conteúdo desta data. Acho que percebeu.
Mas o facto quase indesmentível, é a crescente indiferença e desconhecimento sobre as motivações históricas que levaram a que em 25 de Abril de 1974, um Regime Ditatorial, Opressivo, desligado da realidade daquele tempo, dos Ventos que perpassavam pelo mundo Ocidental e Democrático,  a ânsia de libertação  dos Colonizados, pelos Colonizadores, em especial no continente Africano, e que pela sua teimosia em iniciar um processo atempado e mais inteligente, causou depois nos anos seguintes a 1974, prejuízos e sofrimentos incalculaveis a todos aqueles que por serem Portugueses Africanos, se recusaram a abndonar as suas terras, os seus projectos de vida que a maioria gente de bem, implementou durante décadas nas ditas Provincias Ultramarinas Portuguesas...

Nesse dia 25 de Abril de 1974, eu estava em Angola, envolvido na dita Guerra Colonial, mas já tendo bem presente, que uma solução política seria a única e ideal solução para todos. Pena que o regime do Estado Novo o não o tenha entendido atempadamente.
Por estas e muitas mais razões, o 25 de Abril de 1974, simbolizou o Dia da Liberdade, sem dúvida, mas não devemos nunca esquecer o alto preço que todos os portugueses e povos que viviam nos nossos territórios coloniais, pagaram por essa Liberdade!

É bom que a nossa classe Política pense nisso, que mantenha bem despertos e motivados todos os cidadãos para o que é viver em Liberdade e Democracia com Direitos e Deveres iguais para todos, sejam pobres ou ricos...
THE LAST KISS, PEARL JAM A CANTAR POR MIM. UMA BONITA CANÇÃO.

Monday, April 22, 2013

A CORRIDA DESENFREADA E OBSSESSIVA AOS MANDATOS DE PRESIDENTES DE CÂMARA EM PORTUGAL…


A CORRIDA DESENFREADA E OBSSESSIVA AOS MANDATOS DE PRESIDENTES DE CÂMARA EM PORTUGAL…

(…)Deliberação da CNE:

Os presidentes dos órgãos executivos das autarquias locais que concluíram o número de mandatos permitidos nos termos do nº 1 do artigo 1º da Lei n.º 46/2005, de 29 de agosto, não podem, no período do mandato seguinte, assumir aquelas funções por via de substituição do titular cessante. Podendo, porventura, constar de uma lista de candidatura, ainda assim não podem assumir funções se, no decurso do mandato, forem convocados para preencher a vaga de presidente de câmara ou de presidente da junta.

Quanto à verificação do requisito da elegibilidade dos candidatos, esta é realizada em sede de análise das candidaturas aos órgãos autárquicos, através de decisão do juiz do tribunal de comarca competente, nos termos do nº 1 do artigo 26º da Lei Eleitoral dos Órgãos das Autarquias Locais - Lei Orgânica nº 1/2001, de 14 de agosto, com possibilidade de recurso para o Tribunal Constitucional.


Desenrolam-se autênticas corridas Fórmula 1 com os nossos “dinossauros” da política autárquica portuguesa, para continuarem na sua “nobre” missão democrática de governarem os nossos destinos autárquicos, seja em que terra for! De preferência em grandes centros urbanos, porque dá vantagens mediáticas, mordomias e com este gesto passam um atestado de incapacidade a outros cidadãos que bem poderiam em renovação, cumprir as tarefas que estão cometidas nestas funções!

Mas não, eles os “dinossauros” que pelos visto não estão em risco de extinção, mexem as suas sua longas caudas autárquicas, em direção a qualquer autarquia e apregoam a sua insubstituível ação nos destinos dos infelizes cidadãos atarantados com esta possibilidade de haver seres insubstituíveis! Eu pensava que os cemitérios estavam cheios destas figuras, mas pelos vistos, este meu convencimento carece de fundamento!

É vergonhosa esta corrida destes cavalheiros que não dão a oportunidade a outros que possam com ideias diferentes arejadas e atualizadas, continuar as suas lindas obras! E recorrem a tudo o que a letra da lei e a sua leitura às vezes enviesada, com os melhores leitores do reino da advocacia a descobrirem caminhos (im) possíveis para que se deia a volta às deliberações já em forma de Lei da Limitação de Mandatos!

Porque não regressam estes prestimosos agentes do serviço público, às suas vidas que outrora tinham? Será que eram assim tão medíocres as suas atividades, para não quererem nelas retomar os seus caminhos da Cidadania? Parece que sim! E para cúmulo é vulgar ouvi-los dizer que perdem dinheiros nesta serventia da causa pública! Então porque não largam os “tachos”?

Espero bem que esta lei, funcione mesmo e impeça os nobres “dinossauros” de continuarem a pregar a mesma política pelos tempos fora!

 

Thursday, April 04, 2013

O PROGRAMA RELVAS, OU O IMPULSO JOVEM A MURRO OU BOFETADA…


 
É tragicómica a ideia do inefável ministro Relvas, para promover um programa denominado “Impulso Jovem”, dando á saciedade e á Sociedade o rosto e presença de um jovem bracarense de seu nome Miguel Gonçalves.

Retirada a sua ideia de um vídeo no site do Youtube (gabo-lhe o hábito), das potencialidades e originalidade do Miguel, (não o Relvas, mas o Gonçalves) apresentou-o em sessão pública como a imagem ideal para o Empreendedorismo (neste caso Jovem). Este Miguel (o Gonçalves), não se fez rogado e pimba vai de ilustrar o seu estilo de como se ganha o dinheiro, ou seja, com muita vontade e empenho, a vender pipocas, a murro ou bofetada se necessário, para convencer os mais céticos e colocando a fasquia a partir de 100 euros, nas pipocas e por aí acima.

Eu até entendo o entusiasmo do jovem Miguel (o Gonçalves) pois deram-lhe uma palco grátis e mediático. O que não entendo é esta continuada maneira do Miguel (o Relvas), ao mostrar serviço para a Nação Portuguesa! São pretextos, atrás de pretextos para os seus opositores políticos se rirem, o atacarem, ficando a sua imagem muito abalada tendo em conta o seu estatuto no Governo do PM Pedro Passos Coelho.

Já nem falo da sua formação académica feita ao estilo do Miguel) o Gonçalves) ou seja, rápida, eficiente e proveitosa, perante a legislação existente e legal!

Falo do seu estilo truculento, desafiador, que não fica bem, nem acalma os ânimos dos portugueses, em especial do “Tugas”, que estão a sentir bem na pele toda esta austeridade que o Governo do qual o Miguel (o Relvas), faz parte.

Retirando o conteúdo do que temos de ser mais ativos e dinâmicos na procura de bons projetos para as nossas vidas, mais nada se revela de positivo nesta iniciativa governamental!

Deiam-nos Srs. Ministros o exemplo, a vontade de fazerem mesmo uma governação honesta e profícua, acabando de vez com os “tubarões”, que continuam a sugar os recursos nacionais, (banca, PPS, Economia Paralela) acelerar a aplicação da Justiça e dos Tribunais, tornando-a mais célere e justa! E aí sim, nós Tugas, podemos ter condições para mostrar o que valemos. Pense nisto Sr. Miguel (o Relvas).

PS. É CURIOSO: EU ESCREVI ESTE TEXTO, HOJE DE MANHA, PORTANTO ANTES DE A BOMBA NOTICIOSA DO DIA TER CAÍDO DURANTE A TARDE; A DEMISSÃO DO SNR MIGUEL (O RELVAS), O MINISTRO DE PPC.

EU NÃO TENHO DOM DA ADIVINHAÇÃO, NEM VONTADE QUE ISTO ACONTECESSE, MAS O QUE É VERDADE É QUE ACONTECEU E ASSIM FICA MAIS JUSTIFICADO O DESENLACE E SE CALHAR RESOLVIDO UM DOS PROBLEMAS DO GOVERNO! AMANHÃ IRÁ HAVER MAIS, APÓS A COMUNICAÇÃO DO TC, SOBRE O OE 2013! A VER VAMOS!

Sunday, March 31, 2013

REFLEXÕES PASCAIS…


 
As festas tradicionais servem para aferir os comportamentos que cada sociedade desenvolve nas mais variadas vertentes, neste caso incidindo sobre os valores religiosos ou de religiosidade que de serem Cristãos implicam, na figura de Jesus e o Seu exemplo para todos nós.

Os tempos não estão de feição na Europa, continente que baliza quase sempre o modelo ideal de Desenvolvimento e Liberdades Individuais, faz com que os outros Continentes se surpreenda com esta continuada crise económica e ao mesmo tempo se aproveitem dela para aumentar os seus ciclos produtivos, melhorando o bem-estar dos seus povos em contraponto com ao cada vez mais esvaziamento de uma Europa da produção em série.

Os níveis de desemprego assustadores, a obsessão pelo controlo dos défices na Eurolândia, sem cuidar de que tem de haver Investimento, estão a criar um sentimento de revolta um pouco por toda a zona euro.

Esta quadra está por isso, indicada para uma pausa reflexiva e dar tempo para que os governos europeus pensem bem no que vão fazer nos tempos mais próximos. Queremos Desenvolvimento sustentado e melhoria dos níveis de vida das populações, ou queremos menos Desenvolvimento, Estagnação, retirada de benesses sociais e o regresso ao passado, aos níveis do seculo passado no Pós segunda Guerra Mundial?

Reflitam bem Srs. Políticos porque o que virá não vai ser bom se alinhados por esta segunda via que agora referi. Não podemos regredir, o que podemos e devemos é retificar os desvios e desmandos de um sector financeiro, quase selvagem que governa apenas para os números e não para as Pessoas.

Vejam o que se passa em Portugal, por exemplo: Um ex-Primeiro Ministro que vindo de um retiro filosófico de dois anos, se atreve a repetir com mais ou menos desfaçatez até á exaustão, a mesma lengalenga que contribuiu para nos tornar um país devedor, gastador, indefeso perante os mais fortes.

Não esperemos portanto da classe politica grandes ideias. A nossa cidadania é que tem de ser mais assertiva, responsável, fazendo a verdadeira diferença e dispensando filosofia e ou narrativas…

Thursday, March 21, 2013

CANTANDO NO DIA DA FELICIDADE...

A ONU, decretou o dia 20 de Março como o Dia da Felicidade. Fazendo juz ao decreto, aqui vai a minha contribuição!
Façam então o favor de serem felizes!
A Vida não é só a luta diária pela sobrevivência...nunca esqueçam os afectos!

Tuesday, March 19, 2013

QUEM ASSIM FALA NÃO É GAGO..


Leiam este extracto das palavras proferidas por Belmiro de Azevedo, ontem no Clube dos Pensadores em Gaia: (...)Belmiro de Azevedo considera que sem mão-de-obra barata "não há emprego para ninguém" e sublinha que não percebe quando dizem que não se deve ter uma economia baseada em trabalho de custo reduzido.

"A economia só pode pagar salários que tenham uma certa ligação com a produtividade" disse ontem o gestor dando, como exemplo, o sector agrícola.

"Diz-se que não se devem ter economias baseadas em mão-de-obra barata. Não sei por que não. Porque se não for a mão-de-obra barata, não há emprego para ninguém", declarou Belmiro de Azevedo durante o sétimo aniversário do Clube dos Pensadores, em Vila Nova de Gaia. (...).


Claro que Belmiro de Azevedo tem toda a razão: Em termos de Competitividade, os Salários devem estar em niveis que possam atrair Investimento, Nacional ou Estrangeiro. O problema e que el se "esqueceu" de citar é o nivel salarial dos  Quadros ditos Superiores, que nas Empresas Públicas e Privadas usufruem de modo quase escandaloso!
Porque não fala ele desta classe de Rendimentos? Sabemos todos que temos de premiar o Mérito daqueles Trabalhadores que se empenham em favor das Empresas, mas os desniveis salariais que existem nos lugares de topo são quase "pornográficos"! Mesmo atendendo ás competências que têm de ser  compensadas.
Porque não então reduzir estes, permitindo  atenuar o efeito da massa salarial na competitividade nas Empresas? Porque não falar dos casos de Catroga e Cª, que são um insulto á nossa inteligência e sensibilidade?

Incomoda, como num Clube dos Pensadores figuras como Belmiro se permitam falar, falar, e não serem contestados, recebendo os aplausos daqueles que estão da dependencia dos tais niveis salariais escandalosos! No mínimo revela uma ausência de solidariedade, para todos aqueles que desempenhando as suas funçoes com zelo, se vêm espoliados do seu posto de trabalho, fruto da dita conjuntura económica e passam grandes carências, para sustentarem as suas Familias, levando muitas vezes a actos iniquos e descontrolados!
É triste ver este espectáculo mediático, em figuras que muito deram ao País, e á sua Economia, mas que um pouco mais de cuidado no que dizem, seria bem vindo, para não ferir a sensibilidade, nestes dias amargos para muitos Portugueses que não contribuiram em nada para a dita Crise!
Porque para os outros aqueles que criminosamente delapidaram recursos que não eram seus, para esses a Justiça tarda e de que maneira se revela ineficaz e lentíssima...!

Sunday, March 10, 2013

DESLIGADOS DA REALIDADE… PORTUGUESA!


 
Muito se tem falado, nos últimos tempos, sobre declarações dos mais variados quadrantes sociopolíticos, de personalidades que demonstram alguma falta de sensibilidade e perceção do que é ser e viver português nestes tempos…

Um banqueiro (Ulrich) diz que se os sem-abrigo resistem, nós, os que não são sem-abrigo, (deduzo), têm também de aguentar; Outro banqueiro, (João Salgueiro), afirma que deveríamos colocar os desempregados a limpar as matas deste nosso País, para assim ocuparem as suas mentes angustiadas com o espectro do desemprego e ficarem assim mais motivados para a procura ativa do dito emprego, (ou será trabalho?).

Outro nome ligado á Banca, diz-se muito indignado por lhe terem retirado parte substancial da sua (milionária) reforma, ou Pensão, criando com muito vigor, um pretenso Movimento Nacional de Indignados vítimas deste confisco do Governo de Passos Coelho e do Gasparzinho.

Ainda o nosso Primeiro-ministro, afirma também, que nós portugueses, têm mostrado muita resiliência no confronto quase diário com as medidas que o Governo a que preside, vai decretando para todas as direções e gostos!

Eu aposto que a maioria não percebe o significado desta palavra “Resiliência”! Mas falam assim como se esta dita palavra fosse há muito treinada e repetida nas nossas discussões diárias! Fico contente que o nosso PM acredite nesta nossa sapiência escrita e falada! Sempre é um voto de confiança no conhecimento e competências linguísticas!

Mas o que eu pressinto, é que todas estas individualidades falam, falam, mas nunca passaram por apertos e as angustias que fazem de um número muito significativo de famílias portuguesas, um (mau) hábito vivencial! Assim é fácil pedir aos outros paciência e espírito de sacrifício quando eles ao mais pequeno “toque” nas suas benesses, arrebitam logo as orelhas e criam movimentos para tudo e mais alguma coisa!

Para mim, falta muito espírito solidário, destas classes que sempre se habituaram a pregar mas a não praticar! Assim é fácil apregoar e pedir sacrifícios aos outros, não é verdade?

PS: RESILIÊNCIA: “o contrário de fragilidade; capacidade de resistência de um material ao choque, a qual é medida pela energia necessária para produzir a fratura de um provete do material com dimensões determinadas, energia potencial acumulada por unidade de volume de uma substancia elástica, quando deformada elasticamente;” .Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora.

Em Psicologia, podemos definir Resiliência como, uma combinação de fatores que propiciam ao ser humano condições para enfrentar e superar problemas e adversidades.

FÁCIL, NÃO É?

 

Tuesday, March 05, 2013

O SISTEMA…

O mundo enviesado do futebol, como na política, etc., etc…

As Modas aparecem e desaparecem, em função das épocas que vamos vivendo, e conforme for dando jeito, ou seja, nestes últimos dias, por força das eleições no Sporting Clube de Portugal, temos assistido às mais alienantes e intrigantes declarações dos candidatos ao lugar da Presidência do Clube de Alvalade, (ainda é um bom desafio, ser-se presidente de um clube de futebol?), e na voz de um dos candidatos de seu nome Severino. Esta palavra mágica, (sistema), inventada por Dias da Cunha, serve sempre para esconder situações menos simpáticas aos adeptos, como seja, gestão financeira deficiente, recursos humanos e atletas mal escolhidos e contratados, resultados desportivos muito abaixo do desejado, enfim nada que não seja novidade para todos aqueles que como eu sabem como se joga o futebol nos campos.

Agora na corrida á presidência e vê-los prometerem mundos e fundos, vitórias aqui e ali, na mira do votos dos adeptos leoninos.

Mas há um que se ”destaca” pela sua mensagem: o mencionado Carlos Severino, que ressuscita o termo “Sistema” e a palavra “infiltrado”, para tentar convencer os mais desatentos de que ele é que é o maior, o que vai combater os moinhos de vento do futebol nacional, o D. Quixote leonino…

Não é por isso surpreendente que no passado domingo em Alvalade outro “cromo” de seu nome Paulo Duarte, que no camarote presidencial, tanto “melgou” o presidente do Porto, Pinto da Costa, que este viu-se obrigado a responder á descortesia, gerando-se logo ali, uma confusão desnecessária. Tudo no sentido de desviar as atenções do desempenho da equipa no relvado!

São estes comportamentos que me revelam que ser do Porto, (Clube) é cada vez mais um desafio ao “capitalistas” da Capital, que não se conformam em serem vencidos desportivamente pelos Dragões! E por incrível que pareça, fazem o jogo dos “Lampiões”, quer numa maré mais ou menos positiva, já vão sonhando com o prémio no final de época…

Por tudo isto a palavra mágica dos “loosers” perdedores em bom português, reanimam á cautela a palavra Sistema! É deixá-los pousar!

 

Sunday, March 03, 2013

HERE WITHOUT YOU...

UMA DAS MÚSICAS DOS "3 DOORS DOWN" MAIS EMBLEMÁTICAS!

Sunday, February 24, 2013

AS REDES SOCIAIS...SÉCULO XXI.


R (encontros) …
Tenho para mim como convicção de que as Redes Sociais, têm pelo menos uma virtude: combatem o Isolamento e Solidão daquelas pessoas que por variadas razões não conseguem interagir com outras pessoas no seu dia-a-dia. A tentativa e gesto da procura com outras pessoas, particularmente com Amigos e conhecidos, onde se partilham ideias e emoções, opiniões, enfim uma variado leque de opções sempre no sentido da comunicação por oposição ao isolamento, ganhando na maioria dos casos com esta interação social créditos e satisfação pessoais. Embora em plena era das TIC, (tecnologias de informação e comunicação), é surpreendente que as fronteiras entre o Isolamentos e a Comunicação) seja muito ténue, sempre que mal usadas ou direcionadas. Inclusive está comprovado que a agilização mental tal com a física, é fundamental apara mantermos em níveis satisfatórios a nossa auto estima pessoal independentemente das idades. Numa outra vertente dos excessos que um mau uso destes meios comunicacionais. Não deixa de ser preocupante, quase aterrador que jovens se fechem nos seus quartos, passando horas, sozinhos, completamente ausentes de quem os rodeia em especial os familiares próximos. Esta situação vale também para os de mais idade que não querem privar com os seus conhecidos ou familiares, ou porque moram em locais isolados, inacessíveis ou por vontade própria, mas com as consequências que se conhecem e a que ocorrem sempre ou quase sempre de forma negativa.

 Ainda nas grandes cidades e meio urbanos estas situações também se passam. Por todas estas razões é que afirmo que um bom uso das redes sociais, pode atenuar o isolamento e a falta de interação das pessoas. Sempre com os cuidados que devemos ter nos contactos humanos. Se assim procedermos termino como comecei: As Redes Sociais, bem usadas podem beneficiar na sua maioria os utentes, para compensar défices de comunicação e aprendizagem, no que vai acontecendo no nosso Mundo.

E mantem-nos despertos nos raciocínios e saúde mental por mais tempo. Saibamos então aproveitá-las e rentabilizá-las!

Wednesday, February 20, 2013

SHE´S A LADY

UMA BONITA CANÇÃO QUE ESPERO GOSTEM DE OUVIR! E SEJAM FELIZES!

Sunday, February 03, 2013

COMO DIGO NA CANÇÃO, A PARTILHA ENTRE AMIGOS DEVE ESTAR SEMPRE EM DISPONIBILIDADE!UMA BOA SEMANA PARA TODOS NÓS.

AS REUNIÕES DE CONDOMÍNIO, ANO 2013…


Nestes múltiplos cenários e dos tempos de crise financeira, as reuniões de condomínios estão a transformar-se cada vez mais em autênticos cenários de tortura psicológica de todos aqueles que ainda têm a vontade e o zelo de lutar pela sua habitação em condições dignas e assumir os seus compromissos, para que o coletivo se sobreponha sempre ao interesse individual, porque todos os que o não desejem tem a solução fácil, compram uma casa rodeada de muros e aí então podem administrar e gerir á sua vontade sem pedir a opinião a ninguém, mas sabendo que também não terão ajuda e a cooperação para quando os problemas surgirem.

Os casos mais prementes e problemas de gestão mais vulgares, (infelizmente), são os atrasos nas cotas de condomínio e as despesas para a realização de obras de manutenção de maior envergadura, quando implicam a renovação de telhados, paredes e revestimentos exteriores e espaços comuns que se vão degradando coma ação inexorável do tempo. Situação que irá acontecer nos próximos dezoito meses no prédio onde habito, eu e mais trinta e nove condóminos, para que depois de reunida pelo menos noventa por cento da verba do custo geral da obra, estas se possam iniciar com normalidade. E é aqui que a angústia cresce e se sente no rosto de todos nós. Aqueles que já estão atrasados nas cotas mensais, como vão fazer? Os outros, (como eu) que têm os seus compromissos em dia, como vai ser mais um acréscimo de encargos?

Difícil, muito difícil, para mais em dias como os que vivemos, em constantes apertos financeiros, de um país que tem de retificar o seu rumo numa União Europeia com regras iguais para ricos e pobres.

Outro ponto importante é a Justiça portuguesa que para mediar casos de gestão de edifícios se tem revelado muito passiva e lenta! O parque habitacional privado vai assim cada vez mais degradado e é triste ver esta situação um pouco por todo o lado.

É ver a angústia e o nervoso, patente na cara das pessoas, que sentem o perigo do seu reduto que é a Habitação e que poderá colocar em risco a família e a sua estabilidade. Estas minhas palavras descrevem não histórias da carochinha, mas bem reais em muitos sítios e que a serem mal resolvidas podem acrescentar casos ainda mais graves na estabilidade das Famílias portuguesas. Já nem falo das centenas de casas que são entregues aos bancos por falta da capacidade financeira.

São estas a realidades ligadas á gestão dos Condomínios hoje em dia. Tempos muito difíceis, repito eu!

E ainda por cima ouve-se um administrador de um banco a dizer que temos de aguentar, porque os Sem-abrigo, também aguentam! Com mentalidades destas, como irá ser?

Friday, January 25, 2013

AS PALAVRAS DE ANTÓNIO COSTA...

ESTE MEU TEXTO TRANSCRITO DAS AFIRMAÇÕES QUE ANTÓNIO COSTA, EDIL DE LISBOA, DISSE NO PROGRAMA DA SIC NOTICIAS DE HÁ DIAS...
PARTILHO INTEIRAMENTE O SEU RACICINIO E AFIRMAÇÕES. PORQUE É O QUE EU HÁ
MUITO TENHO COMO CERTO! SÓ A COBARDIA DOS NOSSOS POLITICOS ENCOSTADOS AO TACHO DA GOVERNAÇÃO, FAZEM DE CONTA DE QUE NÃO PASSA NADA!

ASSIM AQUI FICA PARA VOSSA ATENÇÃO:
"Comentadores e analistas políticos não têm a coragem de dizer o que disse António Costa, em menos de 3 minutos, ontem, no programa "quadratura do círculo".
E aqui está textualmente o que ele disse (transcrito manualmente):
(...) A situação a que chegámos não foi uma situação do acaso. A União Europeia financiou durante muitos anos Portugal para Portugal deixar de produzir; não foi só nas pescas, não foi só na agricultura, foi também na indústria, por ex. no têxtil. Nós fomos financiados para desmantelar o têxtil porque a Alemanha queria (a Alemanha e os outros países como a Alemanha) queriam que abríssemos os nossos mercados ao têxtil chinês basicamente porque ao abrir os mercados ao têxtil chinês eles exportavam os teares que produziam, para os chineses produzirem o têxtil que nós deixávamos de produzir.
E portanto, esta ideia de que em Portugal houve aqui um conjunto de pessoas que resolveram viver dos subsídios e de não trabalhar e que viveram acima das suas possibilidades é uma mentira inaceitável.
Nós orientámos os nossos investimentos públicos e privados em função das opções da União Europeia: em função dos fundos comunitários, em função dos subsídios que foram dados e em função do crédito que foi proporcionado. E portanto, houve um comportamento racional dos agentes económicos em função de uma política induzida pela União Europeia. Portanto não é aceitável agora dizer? podemos todos concluir e acho que devemos concluir que errámos, agora eu não aceito que esse erro seja um erro unilateral dos portugueses. Não, esse foi um erro do conjunto da União Europeia e a União Europeia fez essa opção porque a União Europeia entendeu que era altura de acabar com a sua própria indústria e ser simplesmente uma praça financeira. E é isso que estamos a pagar!
A ideia de que os portugueses são responsáveis pela crise, porque andaram a viver acima das suas possibilidades, é um enorme embuste. Esta mentira só é ultrapassada por uma outra. A de que não há alternativa à austeridade, apresentada como um castigo justo, face a hábitos de consumo exagerados. Colossais fraudes. Nem os portugueses merecem castigo, nem a austeridade é inevitável.
Quem viveu muito acima das suas possibilidades nas últimas décadas foi a classe política e os muitos que se alimentaram da enorme manjedoura que é o orçamento do estado. A administração central e local enxameou-se de milhares de "boys", criaram-se institutos inúteis, fundações fraudulentas e empresas municipais fantasma. A este regabofe juntou-se uma epidemia fatal que é a corrupção. Os exemplos sucederam-se. A Expo 98 transformou uma zona degradada numa nova cidade, gerou mais-valias urbanísticas milionárias, mas no final deu prejuízo. Foi ainda o Euro 2004, e a compra dos submarinos, com pagamento de luvas e corrupção provada, mas só na Alemanha. E foram as vigarices de Isaltino Morais, que nunca mais é preso. A que se juntam os casos de Duarte Lima, do BPN e do BPP, as parcerias público-privadas 16 e mais um rol interminável de crimes que depauperaram o erário público. Todos estes negócios e privilégios concedidos a um polvo que, com os seus tentáculos, se alimenta do dinheiro do povo têm responsáveis conhecidos. E têm como consequência os sacrifícios por que hoje passamos.
Enquanto isto, os portugueses têm vivido muito abaixo do nível médio do europeu, não acima das suas possibilidades. Não devemos pois, enquanto povo, ter remorsos pelo estado das contas públicas. Devemos antes exigir a eliminação dos privilégios que nos arruínam. Há que renegociar as parcerias público--privadas, rever os juros da dívida pública, extinguir organismos... Restaure-se um mínimo de seriedade e poupar-se-ão milhões. Sem penalizar os cidadãos.
Não é, assim, culpando e castigando o povo pelos erros da sua classe política que se resolve a crise. Resolve-se combatendo as suas causas, o regabofe e a corrupção. Esta sim, é a única alternativa séria à austeridade a que nos querem condenar e ao assalto fiscal que se anuncia."