Tuesday, October 23, 2007

CONTRADIÇÕES DAS CÔRES...BRANCO(A) OU PRETO(A)...


Os meus Amigos que me acompanham nestas lides e textos, já sabem perfeitamente o que eu penso sobre raças e das suas côres...Tendo passado mais de dois anos em Angola e depois em Moçambique, antes e depois do 25 de Abril, fiquei(digo eu) identificado com o que é viver numa sociedade multicultural, e visão colonialista e pós a dita...li alguns livros de escritores angolanos que na altura estavam do lado de lá, apregoando a impossibilidade de várias raças poderem viver em comum(branco é mau, mulato é assim assim, e, preto é bom, em África)!

O meu pensamento foi(e é) de que todos os povos podem viver em todo o lado deste planeta Terra e desde como é óbvio, se respeitem essas diferenças sócio-culturais, criando assim uma vivência possível, embora difícil!

No passado domingo tive um sorriso interior daqueles mesmo luminosos que eu costumo fazer para mim próprio, ao ver a celebração da vitória da equipa de raguebi da ÁFRICA DO SUL, após a conquista do título mundial e logo contra a Inglaterra! Olhei para aqueles atletas, brancos (na maioria) mulatos e pretos (poucos) celebrando alegremente o evento, assim como os cidadãos sul africanos em terra própria, e discorri que teria sido possível concretizar um sonho meu de os países africanos de expressão portuguesa, viverem momentos destes sem as tristezas que foram as maneiras infelizes como de destruiram laços seculares entre povos de várias raças...e mais uma vez o desporto deu uma lição ao mundo, de como pode ser possível viver com diferentes cõres de pele!E alguém duvida de eles são africanos a sério?

Na África do Sul apareceu um líder verdadeiro (NELSON MANDELA) que conseguiu discernir o que era melhor para os seus concidadãos! Ele que até tinha motivos pessoais de sobra para procurar a vingança mesquinha de um poder negro irracional! Mas não, ele teve uma visão inteligente e racional do que era melhor para todos!

E hoje este país é (antes já era) apenas um dos países mais bem estruturados do continente africano!Agora é só comparar em especial com Angola e tirar as devidas conclusões!

Continua ainda a ser possível melhorar as vidas dos povos desses países, mas quanto tempo precioso se perdeu!

7 comments:

Silvia Madureira said...

Pessoas assim fazem falta...

beijo

NiNa said...

Eu vivi em Angola 18 anos;continuo a ir lá... verdade é que todo o processo de colonização e descolonização foi mal feito e erros do passado podem servir para ajudar a construir um futuro melhor. Angola ganharia muito mais se todos unissem forças (em vez de andarem com a palvra raciscmo na ponta da lingua) e conseguissem reabilitar aquela terra q sem duvida é maravilhosa! Mas é maravilhosa e rica, e todos mas todos tentam tirar partido disso...ao menos agora não há guerra, e as empresas que la estão mesmo q seja para enriquecerem fazem-no a custa de empreendimentos - ha alguma obra feita! Mas o abismo entre classe alta e o povo é enorme e daí a corrupção até aos níveis mais baixos! Enfim...um bjinho

Silvia Madureira said...

Tens prenda para ti no meu blogue...beijos

jotabloguer said...

Sílvia: Mas já fica o legado desta grande figura!E felizmente ainda vivo!
Beijinho


Nina:Contigo será mais fácil falar de Angola.Concordo com o que dizes! mas os angolanos têm a obrigação de fazer muito mais, em especial a sua classe dirigente e política! Já agora em que lugar viveste?

Beijinhos
Jorge madureira

paper-life said...

Nunca vale a pena olhar para o tempo perdido (até porque não se volta a encontrar) é preciso é não perder o tempo pela frente. :)

BFS

NiNa said...

Luanda :) Dizem que n conheci o mais bonito... e acredito! :) bjinhos

Lunatic said...

Retribuindo a visita:

Encontrei aqui um blog com um teor completamente diferente do meu!
Este é um blog de cultura, o meu é mais de "desabafo" e de muita contra-cultura (sobretudo é de cariz pouco sério.. mais lúdico).
Só por isso já tem o meu respeito!

Concordo com a visão deste post! Nélson Mandela é uma daquelas figuras históricas que se tornam instituições. Outro exemplo semelhante seria o Ganhdi. Na perspectiva da procura da igualdade, na luta pela união, na esperança pela pacificação. Sempre com grandes custos pessoais!

Na minha opinião, falta a Angola líderes como o mesmo cariz sócio-politico! Que coloquem o carácter, a integridade moral e a rectidão de princípios à frente dos petro-dollars!