Friday, October 26, 2007

O VISITANTE DAS ESTEPES...


Olhando ontem para o líder russo Vladimir Putine e a todo aquele protocolo da visita, não pude deixar de sorrir perante as vozes que "rosnam" em surdina contra os pecados desta figura de estado, que por acaso está nas minhas graças, por ter na minha modesta opinião duas virtudes:Capacidade de decisão(para o bem e para o mal e não recear os maus humores do meu homónimo "George"!

As vozes que nos bastidores vão remoendo intrigas, são aqueles que nas horas em que é preciso decidir, não decidem, quando estão no governo, não governam, adiam,quando é preciso agir, não agem, quando é preciso legislar, não legislam... fazem tudo um processo de intenções e na mira da simpatia das massas(das duas "massas") e só pela permanência(se possível) eterna naqueles lugares por nós sustentados...

Por isso, eu gosto de ver este tipo de governantes que falam do que pensam e afrontam hegemonias de um só lado e fazendo pelo menos um tipo de equilíbrio do poder que se quer para este planeta instável!

Com pecados, como todos nós, mas com virtudes também!

7 comments:

Silvia Madureira said...

Quando tomamos uma decisão como temos a certeza de que é a mais correcta? Podemos achar...mas certezas...

Se não fizermos nada obviamente nada anda para a frente...o mundo para e os parvalhões (somos nós) ficámos a olhar.

Temos que agir para o bem e para o mal.

Não sei nada de política mas um político tem que ter um enorme poder de decisão e mais...aguentar-se bem...porque depois bem as criticas...

Mas...se não faz nada, bem as criticas e o mundo não gira cá dentro só mesmo o planeta no universo.

um abraço

Freyja said...

gracias querido amigo
por cada una de tus palabras en Freyja
es un texto lleno de vida y sentimientos
disculpa si no te he saludado antes, pero he estado enferma y han sido unos dias un poco dificiles para mi
te dejo muchos cariños y que estes muy bien
un buen fin de semana y mil besitos amigo


besos y sueños

Um Momento said...

Pecados... virtudes..
Todos temos mesmo

Deixo um beijo

(*)

Rui Caetano said...

É discutível, mas a realidade é que governar um país com a história da Rússia não é nada fácil, é preciso ter uma mão de ferro.

jotabloguer said...

Sílvia: Entre uma boa(ou má) decisão ou nenhuma, prefiro sem dúvida a 1ª opção!DEmissão é que nunca!
Bom fim de semana, beijinhos.
Jorge madureira

jotabloguer said...

Verena: Eu é que fico preocupado com os teus problemas de saúde!Espero bem que te restableças rápido e continues a dar-nos as tuas belas palavras e textos!
Um beijinho grande para Ti!

Rui Caetano: Pois, tocaste o cerne da questão! É uma grande nau, sim senhor! E para esses comandos a mão tem de ser firme! Se possível sempre com justiça!
Claro que ninguém deve enaltecer os métodos menos éticos para resolver os assuntos, mas ás vezes...
Bom fim de semana!
Jorge madureira

jotabloguer said...

Bia:Pois quem não os tem? Claro que prefiro as virtudes e boas qualidades...mas a perfeição...enfim!
Beijinhos
Jorge madureira