Thursday, September 27, 2007

VALHA-NOS NªSª DE FÁTIMA!


Dragão assumido como os meus Amigos sabem e ainda um pouco "zangado" com o professor pela "gestão de recursos utilizada", não resisto a transcrever o resumo do jogo de ontem em Fátima publicado no site oficial do Futebol Clube do Porto! Fico contente pelo "fair play" utilizado a pedir meças a outros que ficam com azia por muito tempo!SE não ganhamos é porque não fomos audazes!Leiam então:


26-09-2007 FUTEBOLFátima-F.C. Porto, 4-2 (após grandes penalidades)Guardião inspirado apagou todas as velas da fé portista
Apesar de ter acendido diversas velas ao longo da partida, o F.C. Porto acabou por não ser capaz de as fazer arder no «santuário» de Fátima, frente a um adversário que, como Jesualdo Ferreira previu, fez do encontro desta quarta-feira o seu jogo do ano, lutando até não poder mais por uma surpresa que, sobretudo pela segunda parte, não se justificou.
Apresentando um conjunto de jogadores de qualidade, mas pouco entrosados, os Dragões revelaram algumas dificuldades na primeira metade do desafio para dar a melhor sequência às jogadas de ataque pensadas, tendo, no entanto, disposto de duas excelentes oportunidades para marcar, primeiro por Farías, aos 15 minutos, e aos 38 por Lino, que, de livre, atirou ao ângulo para uma bela defesa do guarda-redes adversário.
Virada a página dos 45 minutos iniciais, o F.C. Porto procurou um desfecho diferente para a história do jogo da 3ª eliminatória da Taça da Liga, só que a nuvem de fé que paira sobre Fátima protegeu sempre a equipa da casa, principalmente no lance em que Leandro Lima, aos 53 minutos, desferiu um remate fantástico, desviado para a barra por Pedro Duarte.
O médio esteve, aliás, bastante activo no desenrolar do segundo tempo da partida, protagonizando outras duas boas ocasiões para abrir o activo, mas a bola nunca encontrou o caminho certo para a baliza adversária, que também só não foi penetrada aos 75 e aos 90 minutos, porque Pedro Duarte voltou a estar em grande plano.
Numa cidade incontornavelmente ligada a um dos episódios mais enigmáticos da religião católica, a verdade é que a fé e os santos parecem ter respondido positivamente às preces da equipa local, atendida também, em grande parte, por um guarda-redes inspirado, que se revelou capaz de apagar todas as velas acendidas pelo F.C. Porto, incluindo nas grandes penalidades.
NEM MAIS NEM MENOS!!!

4 comments:

Silvia Madureira said...

Tanta vela, tanta fé e tanta falta de luz. Eu sempre achei que Fátima era um comércio. Mas...valha-me Deus! Eu não entendo de futebol mas...a cada palavra...uma vela, depois o santuário, a seguir Nossa Senhora, mas...isto foi algum milagre?

Já não há paciência!
Um abraço

jotabloguer said...

Sílvia:Eu acho que tu percebes de futebol...por isso acho que um dia destes vou-te convidar a ir ao Dragão, ver um jogo ao vivo! Mas sem milagres!
Beijinho!
Jorge madureira

Freyja said...

hola Jorge
yo no entiendo de futbol, pero siempre he sentido que es un deporte que hace vibrar y ademas une la geografia
muchas gracias por tus bellos saludos y tu compañia
me gusta escribir y es mi forma de expresar lo que siento desde mi alma y lo que soy
te dejo muchos cariños y que estes muy bien
mil besitos


besos y sueños

Ahlka said...

Eles tinham a N. Senhora para meter cunha junto ao 'todo poderoso', foi uma luta desigual...Sem dúvida ;))